Desde 2006, a Avina utiliza um sistema de indicadores financeiros e não financeiros conhecido como Balanced Scorecard (BSC), que consiste em um mapa estratégico e uma série de objetivos e metas para o desempenho institucional. O BSC incorpora indicadores sobre impacto (que chamamos de “gestão de realizações”), finanças, investimentos sociais, nossos serviços e o clima organizacional.

 

A seguir, apresentamos alguns deles correspondentes a 2012:

 

QUADRO 1 – METAS E REALIZAÇÕES DE RESULTADOS E DE PROCESSO EM 2012

 

QUADRO 2 – REALIZAÇÕES DE NÍVEL 1: CONTRIBUIÇÃO DA AVINA 2010-2012

 

O quadro 1 mostra o número de contribuições relizadas em 2012 pela Avina e seus parceiros nas agendas priorizadas pela organização. Denominamos cada mudança de “realização”, e as contribuições que têm impacto sobre mais de um milhão de pessoas, nas quais a participação  da Avina foi importante e representa mudanças verificáveis na adoção de políticas públicas, nas redes de replicação, educação e aprendizagem, mudanças no ecossistema do mercado, mudanças nas relações de poder, nas tecnologias sociais e inovação, na melhoria da qualidade de vida e na conservação de recursos naturais, são chamadas de “ resultado de nível 1”.

 

Em 2012, conseguimos contribuir para 96 mudanças concretas na América Latina (realizações de resultado); 15 dessas mudanças geraram, cada uma, um impacto em pelo menos um milhão de pessoas (realizações de resultado de nível 1). Podemos constatar então que em 2012 conseguimos superar a meta estabelecida para essa categoria.

 

É com prazer que afirmamos que, além disso, superamos amplamente a meta estabelecida para as “realizações de processo”. Com este conceito, são definidos os avanços verificados durante o transcurso de um processo que aponta para realizações de resultado. São processos importantes, mas que ainda não alcançaram a mudança almejada.

 

Outro resultado muito animador, ilustrado no quadro 2, é a contribuição da Avina para as realizações de maior impacto. Como se pode ver, em 2012 nossa contribuição para as realizações de resultado de nível 1 foi muito superior à contribuição de 2010 e 2011.

 

QUADRO 3 – REALIZAÇÕES DE RESULTADO NÍVEL 1 POR TIPO DE MUDANÇA 2007- 2012

O ano de 2012 foi o sexto ano no qual a Avina registrou sua contribuição para mudanças em seu sistema de gestão de realizações.  Foi um bom momento para analisar os resultados dos últimos anos e aprender algumas lições sobre nosso desempenho e valor agregado institucional. Desde 2007, a Avina contribuiu para 76 realizações de nível 1, que são as realizações de maior impacto. Ao analisar essas mudanças no quadro 3, constatamos que quase a metade são mudanças em políticas públicas, o que deixa clara a aposta da Avina em incidir nos espaços de decisão que afetam todos os cidadãos de uma cidade, província ou país.

INDICADORES 2012 2011  
Contribuição programática Avina
USD 25.326.343
21.534.400
Mobilização de terceiros
USD 47.375.885
24.000.000
Total mobilizado
USD 72.702.228
45.534.400
Administração Avina
USD 6.050.306
5.342.521

QUADRO 4 - MOBILIZAÇÃO FINANCEIRA 2011-2012

Como vemos no quadro 4, a mobilização de recursos da Avina para as causas que apoia cresceu consideravelmente em relação a 2011, especialmente devido ao aumento da contribuição mobilizada de terceiros e particularmente pela contribuição da Avina em trazer investidores para fundos de investimento que apoiam negócios de impacto na base da pirâmide, o que em 2012 foi de aproximadamente 27 milhões de dólares. A contribuição direta da Avina para as causas que apoia aumentou em parte pela aplicação de investimentos que originalmente estavam previstos para 2011. Com base nas informações disponíveis no momento, a Avina espera manter ou superar esses níveis em 2013. Vale ressaltar que a contribuição programática da Avina inclui tanto o investimento social (doações), como a ação direta da equipe da Avina.