Foto: Soledad Sandoval

O objetivo da Avina esteve sempre focado no fortalecimento dos elementos
que permitam contar com um ecossistema favorável para o nascimento e
promoção de negócios inclusivos.

A nascente indústria de negócios de impacto é um elemento fundamental para a criação de uma nova economia que sirva de base para um modelo de desenvolvimento sustentável, mas é ainda uma promessa incipiente.  Trata-se de uma indústria que ainda sofre com altos custos de transação e com a ausência de mecanismos eficientes de intermediação. Ainda não funciona como uma cadeia de valor integrada capaz de gerar um fluxo contínuo de oportunidades de investimento em negócios capazes de receber contribuições significativas de capital e oferecer taxas de retorno adequadas. Embora existam alguns exemplos de negócios de impacto com crescimento acelerado, além dos exemplos do microcrédito e os microsseguros, eles não contam com a tecnologia como instrumento de geração de valor.

 

A ferramenta Negócios de Impacto da Avina

Aferramenta Negócios de Impacto representa uma nova etapa no trabalho da Avina em mercados inclusivos e negócios para a base da pirâmide social. Para continuar lançando novos horizontes nessa indústria, o objetivo dessa ferramenta de impacto é contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento da cadeia de valor da nascente indústria de negócios de impacto, levando inovações tecnológicas a comunidades vulneráveis.

 

Desde suas origens, a Avina buscou fomentar a vinculação entre o mundo da empresa privada, o desafio da sustentabilidade ambiental e a inclusão social. Sua colaboração com iniciativas de apoio às micro e pequenas empresas, promoção da responsabilidade social corporativa, desenvolvimento de mecanismos de investimento em negócios verdes e promoção do cooperativismo são exemplos que marcaram sua longa e produtiva trajetória. Nos últimos cinco anos, a Avina dedicou-se com mais ênfase ao fortalecimento e difusão dos mercados inclusivos e ao apoio aos diversos atores que pouco a pouco estão formando uma nova cadeia de valor: organizações de promoção do empreendedorismo, incubadoras e aceleradoras de negócios, fundos de investimento de impacto, agências de fomento à inovação, organismos internacionais de cooperação ao desenvolvimento, empresas e fundações privadas que colaboram entre si para projetar e implementar novos modelos de negócio e criar empresas focadas na geração de impacto social e ambiental. Agora o propósito é acelerar o crescimento da indústria de negócios de impacto como a inovação tecnológica.

 

Mercados inclusivos como prioridade regional

Até 2012, através de sua equipe de Mercados Inclusivos, a Avina fomentou o desenvolvimento dos mercados inclusivos na América Latina, tornando-se hoje um expoente global. Nosso objetivo esteve sempre focado no fortalecimento dos elementos essenciais que nos permitam contar com um ecossistema favorável para o nascimento e crescimento de negócios inclusivos.


Este processo permitiu o enriquecimento do capital social da Avina e podemos afirmar que nestes anos conseguimos fortalecer o apoio a esse tipo de negócios e apresentar modelos e práticas que utilizam os mecanismos de mercado para gerar, além do impacto econômico, um impacto social e/ou ambiental.

 
Estes são alguns dos resultados obtidos em 2012 com o modelo anterior de Mercados Inclusivos:

 

Apoio a fundos de investimento

Em 2012, a Fundación Avina associou-se ao fundo de investimento Adobe Capital como limited partner para apoiá-lo nas etapas de arrecadação de fundos. Neste processo, a Avina facilitou  ao Adobe Capital contatos com investidores em potencial e conseguiu confirmar o apoio e contribuição de organizações como a Promotora Social México (600 mil dólares), Banco de Desenvolvimento da América Latina-CAF (2 milhões de dólares), Calvert Investments (500 mil dólares), The Enlightened World Foundation (600 mil dólares), New Island Capital (2,2 milhões de dólares), KL Felicitas (100 mil dólares), Mexico Ventures (2 milhões de dólares), DEG (5 milhões de dólares), somando um total de  15 milhões de dólares em contribuições.

 

Por sua vez, a Avina deu ao Adobe Capital visibilidade em diferentes eventos internacionais e facilitou sua participação nesses eventos. Avina contribuiu com 150 mil dólares e se comprometeu a participar da diretoria do fundo de investimentos.

 

Crescimento de Empresas B na América Latina

As chamadas Empresas B são companhias que, além do benefício econômico, estão voltadas para a geração de benefícios sociais e ambientais. Essas empresas contam com uma certificação que garante o atendimento aos referidos padrões. Em 2012, 39 empresas na América Latina foram certificadas como Empresas B: 22 no Chile, 8 na Argentina, 6 na Colômbia e 3 no Brasil. Atualmente, há 450 empresas mapeadas na região com potencial de ser Empresa B, das quais há mais de 200 comprometidas e 90 em processo de certificação. A certificação implica passar por um processo rigoroso de análise do modelo de negócios, práticas trabalhistas e ambientais, e relação com a comunidade, entre outros.


Não há dúvida de que as Empresas B podem transformar-se em importantes agentes de mudança, tornando-se uma resposta aos grandes problemas da sociedade, como a pobreza, a desigualdade e a discriminação.

 

A Avina colaborou na consolidação do modelo, gerando reflexões com diferentes grupos e empresas comprometidas.  Também apoiou a proposta do Sistema B, organização que apoia as Empresas B na América Latina, e colaborou para a entrada do modelo no Brasil. A apresentação oficial do Sistema B e das Empresas B foi feita nos escritórios da Avina em Santiago do Chile.

 

Negócios de Impacto em 2013

A ferramenta Negócios de Impacto pretende vincular inovação, negócios e pobreza, criando mecanismos de articulação que aumentem o grau de colaboração entre todos os atores da indústria e preencham lacunas de conexão que ainda caracterizam a cadeia de valor dos negócios de impacto. Para atingir este objetivo, a Avina, através da Direção de Negócios de Impacto, buscará:

 

  1. Fortalecer atores chave, como as incubadoras de negócios e os fundos de investimento de impacto e, especialmente, os espaços de encontro e articulação entre eles.
  2. Mobilizar os esforços de empresas de tecnologias aplicadas para buscar soluções originais aos desafios ambientais e de inclusão social de nossa região.
  3. Apoiar a criação de novas empresas e joint ventures voltadas para maximizar os impactos sociais e ambientais dessas novas tecnologias, produtos e serviços.

 

Isso permitirá à Avina fomentar um amplo ecossistema colaborativo de inovação capaz de fazer emergir uma nova economia, baseada em empresas e negócios rentáveis geradores de impactos sociais e ambientais significativos e de alcance global.

 

Nossos principais parceiros e coinvestidores em 2012 para essa oportunidade são:
  • Citibank: com o qual organizamos o Prêmio Citi para Microempreendedor na Argentina, Brasil e Paraguai e foi oferecido apoio no Peru.
  • Omidyar Network e Rockefeller  Foundation: com os quais organizamos o Fórum de investimento de impacto realizado em São Paulo e o Fundo de Inovação para a Economia de Impacto.
  • Folha de S. Paulo: com o qual apoiamos o Prêmio ao Empreendedor Social.
  • Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF): com o qual organizamos o Fórum de Mercados Inclusivos realizado em Lima, no Peru.
  • Halloran Philanthropies: com o qual foi criada a incubadora de negócios florestais IDESAM na Amazônia.